A tradicional pousada da cidade de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz, teve diversos donos e até sofreu com rumores de assombrações. Agora ela está sendo totalmente reformada, sob direção dos Montgomerys, que correm para realizar a grande reinauguração dentro do prazo.
Beckett, o arquiteto da família, é um charmoso conquistador que passa a maior parte do tempo falando sobre obras, comendo pizza e bebendo cerveja com seus irmãos Ryder e Owen. Atarefado com a pousada, ultimamente nem tem desfrutado de uma vida social decente, mas pretende mudar logo isso para atrair a mulher por quem é apaixonado desde a adolescência.
Depois de perder o marido na guerra e retornar para Boonsboro, Clare Brewster leva uma vida tranquila cuidando de sua livraria e dos três filhos. Velha amiga de Beckett, ela volta a se reaproximar dele ao ajudar nos preparativos da pousada.
Em meio a essa apaixonante reconstrução, rodeados de amigos, Beckett e Clare passam a se conhecer melhor e começam a vislumbrar um futuro novo e promissor juntos.
Neste primeiro livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta o romântico Beckett Montgomery, que, ao buscar realizar o sonho de sua família, acaba deparando com um amor que pensava estar esquecido.
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Classificação: 3/5
Formato da leitura: Físico

Um Novo Amanhã é o primeiro livro da trilogia A Pousada. A história irá acompanhar vários habitantes da cidade de Boonsboro, com um foco especial nos irmãos Montgomery: Beckett, Owen e Ryder. Eles e a mãe, Justine, compraram um antigo edifício, e o estão reformando e o transformando em uma pousada. O edifício é uma construção antiga e abriga um certo personagem misterioso e de extrema importância para a história, um fantasma. Mas tirando este pequeno traço sobrenatural, tudo nesta história é bem real e cotidiano.

O irmão em foco neste livro é Beckett, que é apaixonado por Clare desde sua adolescência. Ele a viu se casar e ter filhos, e mesmo assim aquele sentimento nunca foi embora. Agora Clare é uma jovem viúva de um herói de guerra, com três filhos pequenos, e dona de uma livraria na cidade.

Conforme a construção se aproxima cada vez mais de uma bela pousada, Clare e sua melhor amiga Avery, dona de uma pizzaria maravilhosa, a Vesta, começam a ajudar os irmãos com a decoração e até arranjam uma gerente para o hotel, e amiga delas, Hope. E conforme as três começam a ajudar com a pousada, mais Clare se aproxima de Beckett e descobre sentimentos há muito esquecidos.

"Contos de fadas, murmurou. Sempre fora uma boba, louca por eles. E por finais felizes, em que tudo acabava tao bonito como um laço de fita no cabelo cacheado de uma menina."

Eu amo a escrita da Nora Roberts, e pretendo continuar lendo esta trilogia, apesar desta história não ter me conquistado... A trama girou em torno do romance e da reforma da pousada, praticamente durante todo o livro. Não houve uma trama paralela, houve apenas um pequeno suspense, e fiquei sentindo falta de algo a mais.

Clare e Beckett são um casal fofo, que se completam e se entendem. Isso não impede que tenham desentendimentos, mas tais apenas os fortalecem. Os filhos de Clare são uma graça, arteiros e queridos. Dos irmãos, Owen pareceu o mais centrado, talvez por ser o contador da família. Ryder, o mais esquentadinho, enquanto Beckett é o arquiteto, o sonhador.

Justine é uma mulher de fibra, e é a voz cômica da história. Eu fiquei muito curiosa sobre a história da Lizzie, o fantasma que habita a pousada e exala o perfume de madressilvas. Por que ela não seguiu em frente?

Vou esperar para ver se mudo de opinião nos próximos volumes, O Eterno Namorado e O Par Perfeito. Eu recomendo esta leitura para quem ama romances água com açúcar, leves e despretensiosos.

Deixe um comentário

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs