"Celaena ressurge das cinzas ainda mais forte e letal. E parte em uma jornada em busca de uma obscura verdade: uma informação sobre sua herança e seus antepassados que pode mudar sua vida e o futuro de dois reinos para sempre. Enquanto isso, forças sinistras começam a despontar no horizonte e têm planos malignos para dominar o seu mundo. Agora, depende de Celaena encontrar coragem para enfrentar tais perigos, além de seus próprios demônios, e fazer a escolha mais difícil da sua vida."





Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 422
Classificação: 4/5 ♥
Formato da leitura: E-book

Terceiro livro da série Trono de Vidro. Celaena deixou Adarlan para ir à Wendlyn, com a missão real de assassinar o rei e seu herdeiro. No entanto, a jovem é levada até Defesa Nebulosa, onde se encontra com a rainha féerica, Maeve. Para que possa entrar em seu reino, Doranelle, Celaena precisará ser treinada com magia, pois ela é a herdeira de cinzas e fogo.

Maeve designa o príncipe Rowan Whitethorn para a missão. Rowan é um guerreiro letal e impiedoso, e toda a experiência de Celaena como assassina se mostra inútil com relação a magia. Apesar da animosidade entre os dois, os recorrentes assassinatos de féericos por seres malignos acaba  por aproxima-los.

Uma nova personagem aparece, Manon Blackpeak, a herdeira do Clã Bico Negro e líder das Treze. Manon é uma bela jovem de cabelos prateados e olhos dourados, porém com dentes e unhas de ferro. Cada uma das integrantes dos clãs Bico Negro, Pernas Amarelas e Sangue Azul, formam o Clã Dentes de Ferro, e no livro cada uma terá a missão de escolher uma das bestas com corpos de serpente e asas criadas pelo rei de Adarlan e treiná-las para a guerra.

Para decepção de sua avó e matriarca do clã, Manon escolhe Abraxos, uma das bestas aparentemente mais fracas. A jovem não desiste do dragão, mesmo aguentando humilhações dos três clãs, e está disposta a mostrar a todas do Clã Dentes de Ferro do que ambos são capazes.

Em Adarlan, Chaol e o general Aedion Ashryver formam uma tênue aliança em prol de Celaena. Já o príncipe Dorian está tentando controlar sua recém encontrada magia ao lado da curandeira Sorscha e tentando não ser descoberto pelo próprio pai. O rei não exitaria em matá-lo, assim como qualquer um que soubesse que Dorian possuía magia.

Ao longo do livro, descobrimos mais sobre os planos malignos do rei, como a magia desapareceu há dez anos, acompanhamos o desenvolvimentos dos personagens e finalmente descobrimos sobre os detalhes da noite da morte dos pais de Celaena.

Eu amei o livro. Apesar de ter tido menos romance, compensou em muita ação, aventura, magia e mistério. Celaena amadureceu bastante desde o primeiro livro da série. O ritmo do livro, escrito através de diferentes pontos de vista, não deixou a estória parada.

Rowan e Manon foram personagens que já cativaram a minha atenção e o livro terminou com um enorme gancho para o próximo. Recomendo a leitura para todos que gostem de estórias de fantasia e aventura. O crédito da ilustração da personagem Manon é da artista Taratjah.

Deixe um comentário

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs