O NaNoWriMo me fez tentar escrever todos os dias, algo que eu não estava habituada e percebi que, mesmo com poucas palavras a cada dia, a estória do livro foi crescendo. Eu tinha apenas a sinopse e alguns trechos da estória no início, e agora tenho mais de seis capítulos prontos e vários em andamento.

 O mês de novembro foi uma prova de fogo: Tentei escrever o máximo que eu podia todos os dias, mas com a faculdade, provas, cursos, trabalhos para  escrever e apresentar... Escrevi apenas cerca de 29000 palavras durante o mês.

 Portanto, a experiência no NaNoWriMo foi tanto positiva quanto negativa. Percebi que escrever é, realmente, um hábito.    Não adianta ficar meses sem escrever e depois tentar escrever tudo de uma vez, como foi o meu caso.

 Vou seguir escrevendo ao menos todos os finais de semana e agora com as férias, vou tentar acelerar meu ritmo de palavras diárias; para que em 2016 eu consiga escrever as 50000 palavras em novembro. A média diária de palavras que o NaNo requer é 1667; e eu escrevi em média 700 a 900 palavras.

 Em abril e julho de 2016 acontece o CampNano, onde você também deve escrever todos os dias, porém é você quem estabelece o número de palavras que irá escrever durante esses dois meses. Eu já me inscrevi no site e espero conseguir cumprir minhas metas pessoais nesses dois meses. Com o NaNo, aprendi que o segredo é não desistir de seus sonhos e ter muita perseverança!

Deixe um comentário

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs