“Pollyanna cresceu. É agora uma encantadora adolescente, amada por todos os que com ela aprenderam o famoso "Jogo do Contente". Sua fama de pessoa especial vai além dos limites de Beldingsville, a cidadezinha onde vive com Tia Polly. Pollyanna recebe um convite especial para passar uma temporada em Boston. Alguém de lá precisa muito dela... Nesta continuação de suas aventuras, Pollyanna não irá apenas conviver com pessoas fascinantes e conquistar novas amizades. Ela também encontrará o amor e conhecerá a inquietação, as dúvidas e as emoções de tirar o fôlego pelas quais passam todas as jovens apaixonadas. O sucesso do romance Pollyanna, publicado pela primeira vez em 1913, foi tão grande que a autora, Eleanor H. Porter, logo escreveu uma continuação, editada em 1915: Pollyanna Moça, com novas peripécias da heroína, a órfã que conquistou o coração dos moradores de Beldingsville, a cidadezinha da Nova Inglaterra, Estados Unidos, onde fora viver com uma tia. Pollyana, agora mais velha, é uma adolescente linda e gentil que continua ensinando a todos o seu "Jogo do Contente".”

Autora: Eleanor H. Porter
Editora: Companhia Editora Nacional
Páginas: 207 páginas
Classificação: 5/5 ♥
Formato de Leitura: Físico

Para quem não leu o livro anterior; Pollyanna era filha de um casal feliz, porém sua mãe morreu no parto. Seu pai não era rico, portanto começaram a frequentar a Sociedade Beneficente. No Natal, ao invés de receber de presente bonecas, Pollyanna recebeu um par de muletas. Como qualquer criança desapontada, a menina ficou muito triste. Porém, seu pai lhe disse para ficar feliz pelo fato de não precisar usar as muletas e ser uma criança saudável. Desde então, a garota nunca perdeu a esperança e alegria, sempre encontrado o lado positivo em todas as situações e transformando vidas com seu Jogo do Contente.

Mais tarde o pai dela também morre, deixando a garota órfã. Ela é enviada para morar com a tia Polly. Sua tia, a princípio, parece uma mulher amarga e desinteressada na sobrinha. Porém, pouco a pouco, Pollyanna consegue quebrar a barreira de gelo que esta formou ao seu redor e ensina a todos na vizinhança a jogar o Jogo do Contente.

Pollyanna Moça começa revelando a estória de Mrs.Carrow, uma mulher viúva e que perdeu o sobrinho. Ela nunca deixou de procurá-lo, porém perdeu a esperança após oito anos de procura pelo garoto, sem sucesso, e se tornou uma mulher amargurada. Sua irmã a visita e ao ver o estado recluso e depressivo de Ruth, recomenda-lhe "uma dose" de Pollyanna.

Relutante, Ruth aceita receber a garota em sua casa, em Boston, descrente nos milagres descritos pela irmã que conheceu Pollyanna no sanatório onde trabalhou. Esta envia uma carta a tia de Pollyanna, pedindo que gentilmente cedesse a sobrinha para que mudasse o estado de espírito da irmã. Quando Pollyanna chega na casa de Ruth, encontra uma mulher amargurada e que não está disposta a deixar-se levar pelo jogo da menina, porém ela não desistirá até trazer felicidade à aquele lar.

Esse livro se tornou um dos meus preferidos: Eu o ganhei no meu aniversário de 9 anos e desde então, sempre que possível, o releio. Eu amo a estória de como Pollyanna, mesmo diante de situações desesperadoras, consegue sempre ver um lado bom e consequentemente consegue mudar a vida das pessoas ao seu redor. É uma estória simples, porém cativante. Recomendo o livro para leitores de todas as idades.

2 Comentários

  1. Eu achei a capa desse livro muito linda e amei a sua resenha fiquei morrendo de vontade de conhecer essa história. <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabriela... Sim, a capa é muito linda e retrata bem o cenário da estória.
      Abraços!

      Excluir

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs